ENCONTROS DE COMUNICAÇÃO NÃO-VIOLENTA

“O que eu quero em minha vida é compaixão, um fluxo entre mim mesmo e os outros com base numa entrega mútua, do fundo do coração.” Marshall Rosenberg

O propósito dos encontros para a prática da Comunicação Não-Violenta é propiciar um ambiente seguro para desenvolvermos a escuta empática, ampliar a percepção dos sentimentos que experimentamos, daquilo que realmente nos move – nossas necessidades – e da descoberta de estratégias para atendê-las.

Sentimos que essa prática apoia o estabelecimento e fortalecimento de vínculos/relações, enfrentamento saudável dos impasses da convivência com as outras pessoas e a formação de redes de apoio.

Para apoiar nossa caminhada de prática, ofertamos 3 ciclos de encontros compostos por 2 noites (das 19 às 22 hrs).

ENCONTRO 1 – Data : 26 e 27 de junho de 2017.
Estas duas noites tem o proposito de acolher pessoas que não conhecem ou tem pouco contato com a CNV e tenham interesse em participartar de nosso último encontro e não havia para mais vagas disponiveis.

Nos encontros 2 e 3 seguiremos praticando através de temas especificos, conforme descrição abaixo.

ENCONTRO 2 – Data: 18 e 19 de Julho de 2017.
As conversas desafiadoras na Família e nas Relações de Casal.
Queremos investigar as possibilidades de praticar conversas empáticas nas nossas relações mais íntimas e significativas.
O que muda? Quais as principais barreiras? Como aumentar a conexão de qualidade com aqueles que amamos mas que, muitas vezes não compreendemos e não nos sentimos compreendidos?

ENCONTRO 3 – Data: 8 e 9 de agosto de 2017.
Praticando CNV nas relações de Trabalho e como forma de interagir na Facilitação de Processos.
Este encontro reflete a busca por praticar esta visão de mundo nos círculos voltados para tarefas, produtividade e objetivos comuns. Quer seja como líderes ou colegas de trabalho, quer seja como facilitadores de processos de grupo, de que formas a CNV pode ser uma forma de Ser/Estar que favoreça empatia, conexões fortes, coragem para lidar com os conflitos e para conViver à partir das nossas necessidades comuns.

FAÇA AQUI SUA INSCRIÇÃO : https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScUQB18CSyn5PUANP5kSn4LGRKd_hx9jtV43_W8t1hByUdo_w/viewform

TROCA FINANCEIRA:
O convite é praticarmos a corresponsibilização financeira.
A participação é aberta a todos, sem valor fixo cobrado.
Ao final do primeiro encontro de cada ciclo (dia 26/6, 18/7 e 8/8) os custos para as 2 noites de práticas serão apresentados.
Cada um é livre para fazer a contribuição que desejar.
O valor recebido será calculado e essa informação compartilhada.

FACILITADORAS: EDITE FAGANELLO, JULIANA BLEY e DÉBORA ROCHA

EDITE FAGANELLO QUERER é Pedagoga Eco educadora (para a prosperidade sustentável e cultura de paz). Design social. Formação em Direitos Humanos e Resolução de Conflitos. Dragon Dreaming. Especialista em Jogos Cooperativos e Parapsicologia. Pós graduação em Transformação de Conflitos e Estudos de Pazes. Facilitadora de Jogos Cooperativos, processos participativos e circulares. Prática de mais de 25 anos no desenvolvimento de pessoas em diferentes grupos e contextos. Membro da comunidade Art of Hosting Brasil. Facilitadora do AmaGaia (Gaia Amazônia), coordenadora e facilitadora do Programa Educação Gaia do Paraná. Co-fundadora do Instituto Nhandecy. Focalizadora de transformação de conflitos, vivências e de grupos de práticas de Comunicação Não-Violenta, desde 2009. Tem um encantamento especial pelas histórias das pessoas e pela Terra que se manifesta em cada Ser. E seu propósito maior é a cada dia se tornar mestre-aprendiz da vida que se manifesta através de Seu Sersendo.

JULIANA BLEY É uma artesã do Cuidado com o Ser no contexto da clínica individual e nos mais diferentes Ambientes de Aprendizagem. Gosta de anfitriar processos coletivos de colaboração conectados com novas formas de Ser e Estar no mundo, co-criando espaços de práticas baseadas no Diálogo e na Integralidade. É palestrante e conduz workshops para o mundo corporativo há 17 anos. É Psicóloga pela PUCPR e Mestre em Psicologia pela UFSC. Com formação clínica em Terapia Relacional Sistêmica, em Educação em Valores Humanos pela Fundação Peirópolis – SP e em Gestão Transdisciplinar Holística pela UNIPAZ Paraná.

DÉBORA ROCHA é uma apreciadora das relações no contexto das cidades. É arquiteta urbanista de formação, professora de profissão, gaiana de coração e buscadora de perspectivas e iniciativas que venham à contribuir com a mudança de paradigma de construção das cidades. Foi através da Comunicação Não Violenta que descobriu que a forma com que nos relacionamos interna e externamente impacta a casa, o bairro, a cidade e o mundo e pode ser um caminho para nos conectarmos novamente com nossa natureza tribal, reestabelecer a nossa humanidade e ambientes mais pacíficos e sustentáveis.
É arquiteta urbanista pela PUCPR, especialista em “Cidade, Meio Ambiente e Políticas Públicas” pela UFPR e “Democracia participativa, república e movimentos sociais” pela UFMG, e master em “Eco-polis: políticas territoriais e ambientais para a sustentabilidade e o desenvolvimento local” pela Universidade de Ferrara. Atualmente compõe o colegiado do curso de Arquitetura e Urbanismo na Faculdade Campo Real, faz parte da coordenação do Programa de Educação Gaia no Paraná, membro do instituto Nhandecy desde 2012, cicloativista da Cicloiguaçu, e facilitadora gráfica nas “horas vagas.

ONDE: Instituto Nhandecy – Rua Dom Alberto Gonçalves, 556
Contatos: – vivencias.nhandecy@gmail.com – 41 99927 3534 (Edite)

Gratidão
Equipe Nhandecy